Violência doméstica - É problema meu
 
16Jun

Violência doméstica - É problema meu

57 Visualizações
Claudio Herique

 
No final de semana passado, uma amiga me contou que teve que denunciar o próprio irmão por agressão, por conta de uma discussão familiar. Ontem, uma outra pessoa me contava que boa parte das frustações que ela vinha tendo no trabalho vinham do fato de que na equipe dela, que é imensa, não havia sequer uma liderança feminina – e que daquele jeito, mesmo se matando, ela jamais chegaria a algum lugar.
 
Fiquei pensando: como a vida é diferente quando se é homem branco e hétero, como é o meu caso. Numa “vida passada”, eu não enxergava, não ficava sabendo e nem me preocupava com estas coisas – e talvez as mulheres também não sentiam abertura em mim. Hoje, eu sei que a mudança também passa pelas minhas atitudes – e confesso que ainda luto com o pequeno machista que habita em mim todos os dias. Não é uma briga fácil...   
 
Estamos em 2021 e ainda temos muito a mudar. Precisamos rever a maneira como nos relacionamos com as mulheres – desde aquelas que dividem um teto conosco, passando pelo trabalho, com nossas líderes, pares e subordinadas e pela sociedade, no modo como nos portamos com todos que estão à nossa volta.
 
Ontem, recebi pelo WhatsApp este vídeo. Feito por homens, falando sobre violência doméstica e a maneira como nos comportamos com as mulheres. Gostaria de dar crédito, mas ainda não descobri quem o criou ou se faz parte de algum movimento ou campanha. Mas faço questão de compartilhar mesmo assim, pois toda reflexão a respeito desse tema e que envolva os homens é mais do que necessária – e muito bem-vinda.
 
Afinal, como somos parte do problema, temos que fazer parte da solução.


Comentários